sexta-feira, 4 de setembro de 2015

DOM JULIO PARTICIPA DE DEBATE SOBRE FÉ E MUDANÇAS CLIMÁTICAS

Aconteceu na manhã de quarta-feira 18, debate sobre fé e mudanças climáticas promovido pela WWF-Brasil. 

Por que o debate? 
No dia 18 de junho, o Vaticano divulgou um documento histórico. Foi a primeira vez que um papa dedicou a íntegra de uma encíclica para falar sobre o meio ambiente. 
Nela, Francisco traçou uma conexão entre as mudanças climáticas e a crise ambiental vivida atualmente e afirmou que o Homem é responsável pelo aquecimento global. "Se a tendência atual continuar, este século poderá testemunhar mudanças climáticas inéditas e uma destruição sem precedentes dos ecossistemas, com graves consequências para todos nós", diz um trecho do documento. 
 Na já chamada "encíclica verde", o papa, apelou para a responsabilidade de todos na proteção do planeta, “que está sendo destruído”: "a humanidade é chamada a tomar consciência da necessidade de realizar mudanças de estilo de vida, de produção e consumo, para combater o aquecimento global ou, pelo menos, as causas humanas que o provocam e o agravam". 

O WWF-Brasil atendeu o apelo papal e convocou três líderes religiosos para debater formas de ajudar o meio ambiente. No preparatório para a 21ª Conferência das Partes (COP21) da Convenção das Nações Unidas sobre Mudança do Clima, que será realizada em dezembro em Paris, e cujo resultado influenciará o destino de quase 200 países, é primordial discutir o problema das mudanças climáticas no âmbito da relação harmoniosa entre o homem, a sociedade e a natureza, explorando a questão de uma forma mais ampla, ecumênica e democrática. 



quinta-feira, 3 de setembro de 2015

JORNADA MUNDIAL DA JUVENTUDE 2016



A próxima Jornada Mundial da Juventude já tem data marcada. O maior evento da juventude mundial, a ser realizado em Cracóvia, na Polônia, será de 25 de julho a 1º de agosto de 2016.

O anúncio foi feito, segundo o jornal L’Oservatore Romano, pelo cardeal arcebispo de Cracóvia, Stanislaw Dziwisz. A informação foi divulgada através de um comunicado do Gabinete Católico de Peregrinações.

O local da próxima JMJ já havia sido anunciado pelo Papa Francisco na Missa de envio da JMJ Rio2013, realizada de 23 a 28 de julho deste ano. Poucos dias após o anúncio, a arquidiocese de Cracóvia criou um site oficial para o evento – www.krakow2016.com, com conteúdo disponível em seis idiomas: inglês, polonês, alemão, espanhol, francês e italiano.

Embora faltem mais de 2 anos para o evento, os preparativos já começaram. Em setembro, representantes das dioceses da Polônia reuniram-se em Varsóvia para dar início ao calendário da JMJ 2016. Na época, falou-se da criação de uma comissão mista e da definição de setores específicos da organização.

A Polônia já sediou a JMJ em sua quinta edição, realizada em 1991, em Czestochowa. Após 25 anos, o evento retorna para a terra natal do fundador da Jornada, o beato João Paulo II, que será canonizado em 27 de abril de 2014.

HINO DA JORNADA MUNDIAL DA JUVENTUDE DE 2016


quarta-feira, 2 de setembro de 2015

MANUSEANDO A BÍBLIA



Para aprender a manusear a Bíblia, deve-se saber o que são capítulos e versículos. Os capítulos normalmente aparecem em números grandes. Os versículos são as divisões que encontramos dentro dos capítulos, normalmente os versículos aparecem em números pequenos, que estão obrigatoriamente no meio do texto bíblico, sua função é de auxiliar na localização das frases bíblicas.

A pontuação é a forma que encontramos para manusear a Bíblia com maior facilidade. As principais pontuações bíblicas são as seguintes:


A vírgula a separa capítulo de versículo.

Exemplo: Dn 3,5 (Livro de Daniel, capítulo 3, versículo 5)
O hífen é equivalente ao "até".

Exemplo: Dn 3,1-5 (Livro de Daniel, capítulo 3, versículo de 1 até 5)
O ponto mostra versículos alternados.

Exemplo: Dn 3,1.3.5 (Livro de Daniel, capítulo 3, versículo 1, versículo 3 e o versículo 5)
O "s" mostra a continuação de um versículo.

Exemplo: Dn 3,1s (Livro de Daniel, capítulo 3, versículo 1 e 2)
O "ss" mostra a continuação de dois versículos.

Exemplo: Dn 3,1ss (Livro de Daniel, capítulo 3, versículo 1, 2 e 3)


terça-feira, 1 de setembro de 2015

SETEMBRO, MÊS DA BÍBLIA

A Bíblia, desde sempre, faz parte da caminhada do povo de Deus. “É nela que penduramos todo o nosso trabalho”, conforme nos ensina frei Carlos Mesters. A partir do Concílio Vaticano II, marco fundamental para o florescimento de uma Pastoral Bíblica da Igreja no Brasil, a Bíblia foi conquistando espaço e recuperando sua condição de valor fundamental na vida e na missão da Igreja.

No Brasil, o desejo de conhecimento e de vivência da Palavra fez surgir, com muito sucesso, a prática da leitura e reflexão da Bíblia nas famílias, nos quarteirões, nos círculos bíblicos, em grupos de reflexão, grupos de rua.


O Mês da Bíblia, criado em 1971 e celebrado em setembro com a finalidade de instruir os fiéis sobre a Palavra de Deus e a difusão da Bíblia, também foi fundamental para aproximá-la do povo de Deus. Propondo um livro – ou parte dele – para ser estudado e refletido a cada ano, o Mês da Bíblia tem contribuído eficazmente para o crescimento da animação bíblica de toda pastoral.

No Mês da Bíblia deste ano de 2015, será estudado o Evangelho segundo João.


segunda-feira, 31 de agosto de 2015

CELEBRANDO O DIA DOS CATEQUISTAS

Celebramos com alegria na missa de ontem, o dia dos catequistas. 
Nas nossas comunidades brasileiras, são centenas de mulheres, homens e jovens que abraçaram a vocação de catequista por amor à causa do Reino de Deus. Para a Igreja, os pais são os primeiros e principais responsáveis pela vida e pela educação de seus filhos; são os educadores da fé. Mas também não podemos fechar os olhos diante da realidade de uma sociedade na qual as famílias vivem muitas vezes as fragilidades de uma mudança de época. Mesmo que a família e toda comunidade cristã sejam responsáveis pela catequese, por palavras e pelo testemunho de vida, é indispensável a figura do/a catequista como educador da fé na vida da Igreja, tendo sempre presente que muitos foram iniciados na vida cristã pelo batismo, mas não suficientemente evangelizados ou educados para abraçar a fé que nasce e se alimenta do encontro com Jesus Cristo, através da Palavra de Deus e da Eucaristia.
Aos catequistas os nossos agradecimentos e parabéns!








domingo, 30 de agosto de 2015

GESTO CONCRETO PELAS VOCAÇÕES SACERDOTAIS E RELIGIOSAS

Encerrando o mês vocacional, sorteamos a cesta de banho para casal, prêmio da ação entre amigos, promovida pelo Apostolado da Oração de nossa paróquia em prol das vocações religiosas e sacerdotais. 
A ganhadora da ação foi D. Josefa Brigalante









Aos membros do Apostolado e à todos os que compraram os bilhetes, nossos agradecimentos. 

PARABÉNS AOS CATEQUISTAS


Dom Francisco de Assis Dantas de Lucena 
Bispo de Guarabira (PB)

Neste dia 30 do mês de agosto, mês vocacional, comemora-se o Dia do(a) Catequista, no Ano da Fé. Em nossa Diocese, o encontrão diocesano é uma maneira de celebrar com os(as) catequistas este dia tão especial. A catequese está desafiando a viver um momento novo, a um novo agir e a uma mudança de métodos. Muita gente participa de nossas comunidades sem a consciência clara da vida cristã e da fé. A preparação ainda é insuficiente ou muito superficial. Ela é assumida e vista como escola ou tarefa exclusiva do catequista. Falta apoio de todos os lados para o exercício comum da catequese e tê-la como serviço essencial da comunidade. Convivemos com uma falta de clareza em nossa catequese. Conteúdos são transmitidos, mas pouco atingem a experiência da fé. É preciso experimentar o sabor.

É necessário acabar com a ruptura entre os sacramentos e o testemunho cristão. Para isso é preciso incluir um esforço para a vivência autêntica da fé. O exemplo de vida cristã, a alegria da fé, seja do Bispo, do Padre, dos pais, do catequista deve contagiar, revolucionar a vida de todos. O ser humano é sensível aos gestos, ao bem, à espontaneidade e à sinceridade.

A iniciação cristã ainda está fragmentada em momentos isolados e pouco relacionados entre si.Tanto assim que a celebração de um sacramento é vista como uma conclusão ou fim de um processo, ao invés de levar a uma participação frutuosa da vida cristã por toda a existência. Temos necessidade de uma iniciação cristã para que a fé faça parte da vida de nosso povo. Cristo é a esperança de todos e que, apesar de todas as dificuldades que surgem na vida, é preciso buscar, proclamar e celebrar o evangelho da esperança, este evangelho que é confiado à Igreja.

Diante do cenário atual, propõe-se o caminho catecumenal para a catequese. Um processo da iniciação cristã. Uma preparação para os sacramentos, promovendo a adesão a Jesus Cristo e à Igreja, incluindo ritos e celebrações que conduzem à experiência do mistério de Deus. Sendo inspiração para toda a catequese, o catecumenato nos apresenta um método marcado por etapas e celebrações. As etapas são como itinerários, um caminho que conduz os catequizandos, a comunidade, as famílias e os ministros ao núcleo da fé. O itinerário da iniciação cristã compreende etapas (ou passos), celebrações e ritos. O pré-catecumenato é o momento do primeiro anúncio, em vista da conversão. O catecumenato é destinado à catequese integral, à pratica da vida cristã, às celebrações e ao testemunho da fé. Há um tempo de purificação e iluminação. Por último, um tempo ao progresso no conhecimento do mistério pascal (mistagogia). São muitas as vantagens de uma catequese inspirada pelo processo catecumenal.

Queridos(as) catequistas, abrace esse caminho. Saber fazer é uma das tarefas do ser catequista. Só podemos catequizar os outros catequizando a si mesmo. Agradeço a todos(as) os(as) catequistas pela dedicação, amor a esta missão de conduzir a Jesus os seus catequizandos. Que a experiência do encontro com Jesus seja a força motivadora capaz de lhe trazer o encantamento pelo caminho do discipulado, cheio de desafios que os(as) fazem crescer e acabam gerando profundas alegrias.

Gostaria de dizer a cada um(a) catequista: Parabéns! E lembro os comovedores ensinamentos do Papa Francisco: “Coloque fé, esperança e amor em sua vida e ela terá um novo sabor, terá uma bússola que indica uma nova direção. Sua existência será como a casa construída sobre a rocha firme. O seu caminho será alegre, porque você encontrará muitos que caminharão com você. Apaixonem-se por Jesus Cristo”. Deus o(a)abençoe, Catequista!